715.387.5006
Todos os dias, das 9h ás 19h.

Cuidados a ter com o ar-condicionado

Por muito útil que um ar-condicionado se possa revelar, a verdade é que este é um aparelho que comporta consigo alguns riscos para a saúde. Ainda que a sua presença numa divisão coloque sempre em risco o bem-estar daqueles que inalam o ar por si emitido, é possível reduzir drasticamente as probabilidades de que algo corra mal, bastando para isso, fazer uma utilização correcta do seu ar-condicionado e certificar-se de que a manutenção do mesmo é levada a cabo com toda a regularidade necessária. Isto ajudará eficazmente a prevenir muitos problemas desnecessários para a sua saúde. 

 

Mantenha o seu ar condicionado limpo

 

Estes aparelhos têm tendência a acumular muita sujidade, o que pode apresentar diversos perigos para a saúde. Ao acumular sujidade, o ar condicionado acaba por prejudicar a qualidade do ar circulante, gerando assim diversos riscos para a saúde, principalmente para a de pessoas que sofrem de problemas respiratórios, como é o caso da asma. Um ar-condicionado sujo, não só contribui para o desenvolvimento de diversos tipos de problemas de saúde, como também condiciona a renovação do ar, gerando assim uma atmosfera local pouco agradável, e com temperaturas reais muito aquém das pretendidas. 

 

Como meio de prevenção, o ideal é efectuar limpezas cuidadas com bastante regularidade. No mínimo, o seu ar-condicionado deverá ser cuidadosamente limpo uma vez por mês, de modo a evitar a acumulação de microorganismos indesejados. 

 

Tenha cuidado com as temperaturas

 

Devido ao calor, é frequente muitas pessoas caírem na tentação de reduzir excessivamente as temperaturas através do seu ar-condicionado, o que pode acabar por ter consequências muito negativas. Se vier da rua, num dia de grande calor, e ao chegar a casa ligar o seu ar-condicionado e definir uma temperatura muito baixa, existe o risco de se gerar um choque térmico, o que pode surtir um efeito muito desagradável para a sua saúde. Para além disso, temperaturas muito baixas favorecem a acumulação de fungos e bactérias, que geralmente costumam revelar-se mais resistentes nessas condições. O ideal é, por isso, certificar-se que as temperaturas se mantêm num nível ameno. O recomendado é não ir muito abaixo dos 21 graus. 

 

Limite a utilização do ar-condicionado

 

O ideal é utilizar o ar-condicionado apenas quando for verdadeiramente necessário. Utilizações excessivas do ar-condicionado podem agravar substancialmente as probabilidades de ocorrência de crises respiratórias, por isso o indicado é que apenas recorra à utilização deste aparelho caso as temperaturas naturais se revelem mesmo insuportáveis. 

 

Tenha atenção à posição e localização do ar-condicionado

 

Existem determinados ambientes que podem não se revelar os mais adequados para a instalação de um ar-condicionado, como é o caso de divisões que contenham objectos passíveis de acumular muito pó, entre eles carpetes. Isto porque, em divisões com estas características, é importante que o ar circule bastante, de modo a que seja renovado, e nestas condições o ar-condicionado apenas contribuirá para comprometer ainda mais a qualidade do ar da divisão, não sendo, por isso, recomendado. 

 

É, também, importante prestar atenção à posição em que coloca o seu ar-condicionado. Evite ao máximo que o ar emitido pelo mesmo atinja directamente as pessoas. Tal, não só é pouco higiénico e desagradável, como também extremamente perigoso para a saúde.